Bem vindo ao blog

twitter orkut facebook youtube

Canal Stetsom - Repel Loja de Som e Acessrios Automotivos

13
dez

Até algum tempo atrás eram necessários diversos cabos e fios para conectar fone de ouvido, mouse, computador, telefones celulares, smartphones, teclados, impressoras, entre tantos outros dispositivos. Claro que hoje em dia não é todo mundo que possui o famoso Bluetooth em todos seus equipamentos, porém ele já está disponível no mercado em diversos aparelhos eletrônicos.


Caixas de Som Bluetooth

 

Para quem ainda não o conhece, a tecnologia Bluetooth é um padrão global de comunicação sem fio que permite uma comunicação simples, rápida, segura e barata entre equipamentos eletrônicos. Para isso, uma combinação de hardware e software é utilizada para permitir que essa comunicação ocorra entre os mais diferentes tipos de aparelhos.

A transmissão de dados é feita através de radiofrequência, permitindo que um dispositivo detecte o outro independente de suas posições, desde que estejam dentro do limite de proximidade. Assim, é possível fazer com que dois ou mais dispositivos comecem a trocar informações com uma simples aproximação entre eles.

Para quem ainda não sabe, hoje em dia já existe a caixa de som Bluetooth. Se você está procurando um som de qualidade e quer se livrar dos cabos e fios, esta pode ser a melhor opção.

Com as caixas de som Bluetooth, você aprecia música verdadeiramente sem fio utilizando alto-falantes portáteis e bastante confortáveis.  Porém, você deve ter o cuidado de antes de comprar, verificar se o Bluetooth do seu aparelho celular ou computador tem suporte a A2DP (do inglês, Advanced Audio Distribution Profile, ou Perfil Avançado de Distribuição de Áudio).
Esse protocolo permite a transmissão contínua de áudio para ouvirmos uma música, por exemplo.

Contudo, podemos dizer que as caixas de som com Bluetooth facilita sua vida, pois você pode ouvir música através do seu celular ou computador, por exemplo, sem ficar preso aos cabos e fios.

http://blog.repel.com.br/wp-content/uploads/2011/12/caixas_de_som_bluetooth.jpgShare on Facebook+1Share on MyspacePin it on Pinterest
25
out

Projeto Guri

O Projeto Guri foi criado em 1995 pela Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo. Que além do Governo do Estado, conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas.

Com mais de 51 mil alunos espalhados por todo o estado de São Paulo, o Projeto Guri é considerado o maior programa sociocultural do Brasil. Por isso, o projeto tem como missão promover, com excelência, a educação musical e a prática coletiva de música, tendo em vista o desenvolvimento humano de gerações em formação.

São 352 pólos guri e 48 pólos guri na Fundação CASA, distribuídos em 310 municípios, localizados no interior do Estado, capital e Grande São Paulo e um único pólo no Paraná, na cidade de Maringá. Eles são dirigidos pela AAPG, enquanto a gestão das unidades da capital, com 11 mil guris, é realizada pela Santa Marcelina Organização Social de Cultura.

O interessante que para participar do Projeto Guri, não é necessário ter conhecimento de música, nem realizar teste para seleção. Apenas é preciso ter entre 6 e 18 anos, procurar um pólo com disponibilidade de vagas e o mais importante, comprovar a freqüência à escola regular.

Ao iniciar no Projeto, o aluno escolhe pelo aprendizado de um instrumento musical, de canto coral ou de ambos os cursos.  Nos pólos as atividades são sempre praticadas em grupo, o que estimula a participação dos alunos.

O modelo (T)EC(L)A, adotado pelo Projeto Guri, foi desenvolvido pelo educador inglês, Keith Swanwick. Estrutura-se sobre algumas atividades principais para promover o envolvimento do aluno com a música.

São oferecidos cursos como, cordas friccionadas, cordas dedilhadas, percussão, sorpo, coral, iniciação musical e teclas.

As famílias das cordas friccionadas envolvem o contrabaixo acústico, viola, violino e violoncelo. Já nas cordas dedilhadas estão presentes o cavaquinho, viola caipira e violão. No caso da família da percussão, há muitos instrumentos musicais, o que proporciona diversas possibilidades sonoras. Na família do sopro está o clarinete, eufônio/bombardino , flauta transversal, saxofone, trombone e o trompete.

Já o coro se divide em canto coral e orquestra.  E no curso de iniciação musical, o objetivo é tornar o aluno sensível e receptivo ao fenômeno sonoro, além de desenvolver sua musicalidade, proporcionando as mais variadas vivências musicais possíveis.  E por fim as teclas, que pretende desenvolver as habilidades específicas para a execução de músicas em piano ou teclado.

http://farm7.static.flickr.com/6221/6280133820_9354a0beb1.jpgShare on Facebook+1Share on MyspacePin it on Pinterest