Bem vindo ao blog

twitter orkut facebook youtube

Canal Stetsom - Repel Loja de Som e Acessrios Automotivos

13
dez

O MP4 só começou a ser utilizado em meados dos anos 2000, porém ele foi publicado no ano anterior, em 1999. Este formato permite vídeos de alta definição, e por isso foi rapidamente adotado pela indústria container para este tipo de aplicação.

 A evolução dos MP3/MP4/MP20s

O MP4 refere-se especificamente a MPEG-4 Part 14. Um padrão de container de áudio e vídeo que é parte da especificação MPEG-4 desenvolvido pela ISSO/IEC 14496-14. A extensão oficial do nome do arquivo é MP4, por isso é comum encontrarmos formatos a ser chamado assim.

O MP4 foi o formato escolhido pela Apple para ser usado na quinta geração do iPod, também conhecido como iPod Vide. O formato MP4 se consolidou como o padrão para a venda e o aluguel de filmes em alta definição na internet através do iTunes, PlayStation Network e Netflix.

Porém, você deve está se perguntando, de onde vêm tantos “MPs”? Quem já não ouviu falar em MP5, MP6, MP11, entre tantos outros. E afinal, qual é a diferença?

Para que vocês entendam, é necessário retornar um pouco na história, começando pelo MP3. O MP3 foi criado em meados da década de 1990, provocou uma revolução no jeito como as pessoas ouvem músicas.

O formato dos arquivos musicais do MP3 permitiu, pela primeira vez, transmitir músicas pela internet sem perda significativa na qualidade do áudio. O segredo estava no tamanho, às músicas passaram a ser 90% menores em MP3, comparando ao arquivo original, geralmente arquivo WAV.

Logo após o sucesso do MP3, ouve uma evolução do MP e surge o MP4. Conforme dito anteriormente, o MP4 reproduz além do áudio o vídeo também. E com essas evoluções no mercado do MP, surgiram vários aparelhos com as siglas MP5, MP6, MP7, chegando até o MP20.

Alguns estudiosos da área dizem que o motivo do uso das siglas é simplesmente o próprio marketing de vender uma suposta evolução de tocador de áudio/vídeo, mas com diversos incrementos, como o acesso a rede de telefonia celular, TV, câmeras digitais, Wi-Fi, entre outros diversos recursos.

É importante ressaltar que alguns têm procedência duvidosa, pois umas das partes desses “Mps” são simplesmente imitados de produtos originais, de marcas famosas. A falta de assistência técnica somada à baixa qualidade no desempenho dos “MPs” são fatores a ser considerados antes da compra.

http://blog.repel.com.br/wp-content/uploads/2011/12/mp3-mp4-mp5-mp11-mp20.jpgShare on Facebook+1Share on MyspacePin it on Pinterest
Tags: